Assembleia Legislativa realiza audiência pública para celebrar os projetos de arte e cultura na rede estadual

3

Para comemorar uma década de realização das políticas culturais com a juventude estudantil da rede estadual de ensino, por meio dos projetos de arte e cultura nas escolas, será realizada uma audiência pública, nesta quinta-feira (9), às 14h, na Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA). O evento, que contará com apresentações artísticas e culturais de estudantes, terá a presença de representantes da Secretaria da Educação do Estado, dos Conselhos de Educação e Cultura, professores, diretores, artistas e intelectuais.

“É uma oportunidade para socializar essas políticas culturais e as diversas manifestações artísticas das juventudes que estão nas escolas estaduais. É essa escola que sonhamos com efervescência cultural, criatividade e cheia de estímulos para os jovens”, afirma a deputada estadual Neusa Cadore (PT), proponente da audiência.

Para o secretário da Educação do Estado, Walter Pinheiro, este é um momento de celebrar o protagonismo dos estudantes da rede estadual. “Estes projetos são essencial para dinamizar o ambiente escolar e promover o protagonismo estudantil. Para intensificá-los e ampliar esta ação abrindo as escolas para a comunidade, estamos lançando, em 85 unidades escolares, o projeto Escolas Culturais, alinhando, ainda mais, estas dinâmicas das escolas com a arte e a cultura dos territórios de identidade”, afirmou, ao acrescentar que a ação na ALBA marca, também, uma mobilização para o 5º Encontro Estudantil. “Além disso, de 21 a 23 de novembro, estaremos realizando o Encontro Estudantil na Arena Fonte Nova, com a culminância destes projetos de arte e cultura que são realizados durante o ano letivo nas escolas, somando-se a isso, as apresentações dos projetos iniciação científica, inovação, tecnologia, educação profissional, empreendedorismo e esportes”, afirmou.

A programação inclui a participação ativa estudantil, com suas poéticas e canções, intercaladas com pronunciamentos oficiais das diversas representações dos segmentos dos literatos, artistas, diretores, professores e estudantes. Dentre as apresentações, destacam-se: Banda Juventude Parqueana, formada por estudantes da Escola Parque; Orquestra de Violão, do Centro Estadual Educação Profissional em Arte e Design (CEEP); MC feijão, que é ex-aluno da rede estadual, além de declamações de poemas e poesias.

A Secretaria da Educação do Estado da Bahia vem, desde 2007, desenvolvendo as políticas culturais com a juventude estudantil, por meio das experiências criativas nos distintos projetos artísticos realizados na rede estadual de ensino, estimulando o desenvolvimento das distintas linguagens artísticas nos contextos escolares e o protagonismo juvenil, para a valorização das identidades e das expressões culturais da Bahia. São eles:  Artes Visuais Estudantis (AVE), Festival Anual da Canção Estudantil (FACE), Tempos de Arte Literária (TAL), Educação Patrimonial e Artística (EPA), Produção de Vídeos Estudantis (PROVE), Dança Estudantil (DANCE), Encontro de Canto Coral (ENCANTE) e o Festival Estudantil de Teatro (FESTE).

Compartilhar