Bancada Feminina da Alba celebra os 7 anos da SPM-BAHIA durante sessão especial

6

Em 2018, a Secretaria de Políticas para as Mulheres da Bahia (SPM-BA) completa 7 anos de luta em prol da igualdade de gênero e no combate a violência contra as mulheres.  A Bancada Feminina da Assembleia Legislativa da Bahia, que é coordenada pela deputada Neusa Cadore, e a Comissão de Defesa dos Direitos da Mulher promoveram uma sessão especial para homenagear a pasta e relembrar importantes campanhas da secretaria. Uma das ações de maior destaque é a campanha ‘’Respeita As Mina’’, que nasceu no Carnaval de 2017 e até hoje faz parte de diversos projetos da SPM-BA.

A sessão contou com a presença de lideranças femininas da política, militância e de diversos outros setores. Entre elas, a Prefeita de Lauro de Freitas, Moema Gramacho, a Vereadora de Salvador, Marta Rodrigues,a ex-secretaria, Olivia Santana e secretária de Promoção da Igualdade Racial, Fabya Reis. As convidadas aproveitaram a ocasião para reafirmar a importância de lutar por mais espaço para as mulheres na política. Em seu discurso, a deputada Neusa Cadore discorreu sobre o tema, destacando a necessidade de escolher pessoas que realmente representem a bandeira da igualdade.

‘’É fundamental pautar nesses espaços as nossas bandeiras de luta e fazer o enfrentamento necessário para que a sociedade possa superar essas desigualdades que tanto desafiam a democracia e a sociedade contemporânea’’, disse a parlamentar.

A Secretaria de Políticas para as Mulheres da Bahia foi criada em 2011, com o objetivo de desenvolver ações estratégicas para o empoderamento feminino, considerando a necessidade de enfrentar as desigualdades características de uma sociedade patriarcal. Atual secretária da SPM-BA, Julieta Palmeira declarou que a existência e conservação da pasta é uma vitória de todas as mulheres e um grande avanço para o estado.

‘’Nós mulheres comemoramos 7 anos da secretaria, porque essa secretaria, de fato, é uma conquista das mulheres e uma conquista da gestão pública’’, declarou Julieta.

Compartilhar