‘Cortar gastos públicos é maldade, o rombo está nos juros da dívida’, critica Luiza Maia

25

No plenário da Assembleia Legislativa, nesta semana, a deputada Luiza Maia (PT) criticou o pacote de ajustes nas leis trabalhistas e na previdência, propostas pelo governo interino de Michel Temer. “Cortar gastos com serviços públicos como Educação e Saúde é mera desculpa. Sabemos que o maior rombo no orçamento é com pagamento de juros da tal ‘dívida pública’, mais de R$ 500 bilhões”.

“As maldades que Temer está aprontando nesses três meses de governo golpista e usurpador tem deixado a população amedrontada. E não é para menos! Sabemos que a agenda dele é acabar com as conquistas sociais que beneficiam o povo”, disse a parlamentar.

Luiza afirmou também que sua voz está em consonância com a maioria da população que, segundo pesquisas, não aprovam a continuidade de Temer no poder. “Tenho certeza que os senadores terão sensibilidade e vão votar contra o impeachment”, ponderou.

E voltou a defender a presidenta Dilma Rousseff: “Ela não se curvou aos torturadores, durante a Ditadura Militar, não vai fugir dos golpistas do Congresso”.

Compartilhar