Líder do PT rebate Neto e diz que crise é culpa de Temer e de seus aliados na Bahia

12

 O deputado estadual Joseildo Ramos (PT), líder do PT na Assembleia Legislativa, rebateu, nesta segunda-feira (28), a afirmação do prefeito de Salvador, ACM Neto, que culpou Lula e Dilma pela alta recente dos combustíveis e pela crise que vem se arrastando há oito dias. Para Joseildo, a fala do prefeito revela muito sobre o interlocutor. 

“Com todo respeito que tenho ao gestor da capital, estamos falando de um líder político que além de fugir das suas responsabilidades esconde sua verdadeiras relações e prefere atribuir a terceiros aquilo que ajudou a construir. O caos que vivemos hoje é de inteira responsabilidade de Temer e seus aliados na Bahia que votaram, com apoio do prefeito, para o presidente permanecer onde está. Acho que está sobrando óleo de peroba na prefeitura de Salvador”, cutucou.

De acordo com o parlamentar a crise é resultado da “desastrosa” política de preços adotada pela Petrobras a partir da chegada de Pedro Parente, o ministro do tucano do apagão de 2001, na presidência da empresa. ” Reduzimos em 30% a produção de combustíveis em nossas refinarias, exportando óleo cru e dobrando a importação de refino dos EUA e fixamos uma política de preços baseado na volatilidade do mercado internacional. É esse entreguismo de Temer que está afundando o país”, destacou.

Compartilhar